Skip Navigation Links
Início
Contactos
Exposição Brincar em Português na Biblioteca Municipal de Cantanhede
Até ao próximo dia 30 de junho
Exposição Brincar em Português na Biblioteca Municipal de Cantanhede
Encontra-se patente ao público na Biblioteca Municipal, até ao fim do mês de junho, a exposição Brincar em Português, com os brinquedos expostos a pertencerem ao espólio do Museu do Brincar.

A exposição Brincar em Português é constituída por mais de 60 brinquedos feitos em Portugal, desde finais do século XIX até meados da década de 80.  A maior parte destas peças foi produzida no norte de Portugal, utilizando materiais como barro, madeira, folha-de-flandres, ferro, chumbo, pasta de papel e, mais recentemente, o plástico.

Sobre o Museu do Brincar
O Museu do Brincar foi inaugurado em 2012, no Palacete Visconde de Valdemouro, antigo edifício dos Paços do Concelho, em Vagos, Aveiro. De feições árabes, o edifício foi comprado pela autarquia, em 1925, ao Visconde de Valdemouro, um lisboeta radicado em Vagos.

O acervo do Museu do Brincar abarca várias áreas da infância e é constituído por brinquedos de produção nacional, em lata, madeira e plástico, e outros objetos ligados ao mundo da criança, nomeadamente vestuário, material escolar, literatura infantil, colecionismo, fantoches, entre outros. O espólio desta instituição ronda os cerca de 15.000 objetos ligados ao mundo da infância, que vêm a ser recolhidos desde criação da instituição.  Em Portugal, a produção em série deste tipo de objetos confunde-se um pouco com a produção artesanal, pois as pequenas “fábricas” de brinquedos eram, quase todas empresas familiares, passando de pais para filhos, netos e outros familiares.

Os visitantes deste museu são convidados a viajar pelo mundo da brincadeira e fantasia e a interagir com as peças pertencente ao espólio e com o próprio espaço. No meio das peças antigas, todos podem ser índios, cavaleiros e princesas, tomar um chá de faz-de-conta e tornarem-se brincadores.

O Museu do Brincar alarga a sua intervenção com projetos complementares à coleção proporcionando atividades como ateliês, jogos medievais e tradicionais, itinerância de exposições e o projeto “Museu Portátil”, museu pequenino que pode ser levado às escolas, hospitais pediátricos, bibliotecas e a todos os locais que o queira acolher.

Este equipamento cultural compreende ainda, vários espaços de visita, nomeadamente o “Castelo da Fantasia”, a “Floresta”, o “Atelier de Expressão Plástica”, a “Casinha da Árvore”, a “Casa das Bonecas”, onde existe um quarto em estilo vitoriano, em miniatura e a biblioteca, “armadilhada” com túneis e alçapões misteriosos.

Para além da casa onde habita todo o seu espólio, o Museu do Brincar possui, também, pequenas exposições que saem da “casa mãe” e passeiam pelos espaços que as solicitam. São exposições itinerantes com objetos que sabem contar histórias e abrem diálogos intergeracionais entre pais e filhos.
 

fonte: GIRP   6 junho 2019

Enviar por email Bookmark and Share

Município

Concelho

Turismo

Notícias
 
Agenda
 
Entidades
 
Documentação
 
Contactos
 

Serviços Online