Data & Hora

  • 29 fevereiro a 1 março 2020

Local

  • Portunhos, Cantanhede e Franciscas, Cantanhede
~/Media/Upload/2020\2020226101951_29_02 01_03.jpg

Descrição

O Ciclo de Teatro Amador do Concelho de Cantanhede prossegue este fim de semana com três espetáculos, dois dos quais são estreias. O Grupo de Teatro S. Pedro (Cantanhede) inicia a sua participação no certame no próximo sábado, 29 de fevereiro, às 21h30, no auditório do Centro Paroquial de S. Pedro, em Cantanhede, onde vai apresentar “Fado – Tributo a uma Diva”, um musical de Dulce Sancho e Sónia Silva. A peça começa por apresentar quadros representativos de uma breve história do fado até 1920, ano do nascimento de Amália Rodrigues, a personagem central, sobre a qual se estrutura uma trama recheada de pormenores pessoais menos conhecidos. É um franco tributo a quem muito contribuiu para o estatuto de relevo que o fado adquiriu enquanto expressão cultural de uma certa portugalidade, estatuto esse que esteve na origem do seu reconhecimento como Património Imaterial da Humanidade. “Um espetáculo com muita música e, acima de tudo, com muito sentimento”, garante a produção.

Também no sábado, igualmente às 21h30, o grupo Teatro Cordinha d’Água cumpre a sua jornada de itinerância no salão multiusos da Fundação Ferreira Freire, em Portunhos, onde vai representar duas peças adaptadas por Olga Resi. O espetáculo começa com uma dramatização de “No fundo do (a)mar” inspirada em “A Menina do Mar”, de Sophia de Mello Breyner Andresen, propondo uma reflexão sobre a questão do bullying. Segue-se “(Des)embarcados”, comédia baseada no Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, que retrata o regresso do “Anjo” e do “Diabo” a Portugal, desta vez no ano de 2019. O encontro destas personagens com certas figuras motiva conversas elucidativas sobre os valores – ou a falta deles! – que prevalecem na sociedade.

No domingo, 1 de março, às 15h30, é a vez de o Grupo de Teatro da Associação do Grupo Musical das Franciscas estrear na sua sede uma peça da autoria de Dora de Jesus. Trata-se de uma revista com vários quadros que junta no palco a representação, a música e a dança, retratando acontecimentos nacionais e internacionais da atualidade num registo alegre a que não falta a crítica de costumes e a sátira política e social.



Contactos

  • Promotor: Município de Cantanhede