Cantanhede acolheu evento preparatório da Jornada Mundial da Juventude

Cerca de 2.200 pessoas participaram este domingo, 20 de novembro, na grande festa da juventude diocesana, para assinalar o Dia Mundial da Juventude, que decorreu no Pavilhão Marialvas e serviu de preparação da Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023.

Numa onda de entusiasmo e alegria, os jovens da Diocese de Coimbra tiveram, desta forma, oportunidade de celebrar a juventude, nesta solenidade de Cristo-Rei, com muita música, convívio, artes performativas, e com tempos de recolhimento, reflexão, partilha e um momento de oração e adoração.

Organizado pelo Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil - Coimbra, pelo Comité Organizador Diocesano de Coimbra, com o apoio da Unidade Pastoral de Cantanhede e o patrocínio do Município de Cantanhede, a Jornada Mundial da Juventude Diocesana contou ainda com a presença do bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, do vigário geral da Diocese de Coimbra,  Pe. Manuel Ferrão, da presidente do Município de Cantanhede, Helena Teodósio, e do vice-presidente Pedro Cardoso, do pároco da Unidade Pastoral de Cantanhede, Pe. João Pedro Silva, do presidente da União de Freguesias de Cantanhede e Pocariça, Nuno Caldeira, para além de representantes de paróquias, municípios da Diocese de Coimbra e dos Secretariados Diocesano da Pastoral da Família, Pastoral Vocacional, da Evangelização e Catequese, da Educação Moral e Religiosa Cristã, do CNE - Junta Regional de Coimbra, COD Coimbra e Secretariado Diocesano da Pastoral da Juventude.

Ao intervir na sessão, o bispo D. Virgílio Antunes agradeceu a forma acolhedora como o Município de Cantanhede recebeu os participantes, destacando a importância da caminhada rumo à Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e desafiando os jovens a alicerçarem a sua vida em Cristo para melhorar e acentuar o sonho de uma humanidade mais unida, em paz, solidária e mais fraterna.

O bispo de Coimbra relembrou aos jovens as três verdades que o Papa Francisco lhes comunicou: “Deus Ama-te, Cristo Salva-te, Cristo Vive”.  Numa linguagem muito próxima, D. Virgílio Antunes sublinhou: “Nós somos infinitamente amados, nunca o duvides. Tu és verdadeiramente valioso aos olhos de Deus. Os seus braços abertos na Cruz são o sinal mais precioso de um amigo capaz de chegar até ao extremo. Agarra-te a Ele”. E concluiu: “Cristo Vive, é Ele que nos enche com a sua graça, que nos liberta, que nos transforma, que nos cura e nos consola.”

Helena Teodósio, presidente da Câmara Municipal, presente no evento, destacou a importância de “dar expressão viva e autêntica às aspirações da juventude de todos os continentes, tendo como referência os valores supremos do humanismo cristão e o desígnio de um mundo mais justo e solidário”. A autarca reiterou mais uma vez a disponibilidade do Município de Cantanhede em “dar suporte à Diocese no processo de acolhimento dos milhares de participantes na Jornada Mundial da Juventude que virão instalar-se na região na semana de 1 a 6 de agosto”.

O Pe. João Pedro Silva, pároco da Unidade Pastoral de Cantanhede, anfitrião em termos eclesiais, acolheu os participantes com entusiasmo e formulou votos de que aproveitem ao máximo esta etapa que vai marcar a caminhada rumo à Jornada Mundial.

Manifestamente satisfeitos com esta demonstração de uma Diocese unida, estavam Hugo Monteiro, coordenador do COD e o responsável pela Pastoral Juvenil Pe. Diniz, que não esconderam a alegria pelo êxito desta iniciativa, pela participação notável de milhares de jovens e com a onda crescente de entusiasmo nos jovens de Coimbra, que se preparam para a Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023.

Já o vice-presidente do Município, Pedro Cardoso, referiu na sessão de abertura que esta Jornada de Cantanhede “constitui um grande momento de celebração, partilha, festa, experiência de fé e oportunidade de retomar com mais energia, entusiamo e motivação a caminhada rumo à Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023”. “A Diocese de Coimbra vai ter uma presença enorme e contribuir para fazer da Jornada Mundial a melhor de sempre”, garantiu. Desafiando para a participação, lembrou ainda que “os jovens são o futuro, e está nas vossas mãos construir uma comunidade mais justa, mais solidária, mais humana, mais feliz”.

Depois de uma sessão cultural com a atuação de diversos grupos, seguiu-se um momento de oração, onde se refletiu em silêncio a vida e as decisões de cada jovem presente. A oração foi presidida pelo bispo de Coimbra e acompanhada pelo grupo Cantar-Te, de Cantanhede. O evento terminou com o concerto da Banda da Paróquia, que levou ao rubro todos os que estiveram no Pavilhão Marialvas.