Município de Cantanhede tem unidade móvel para prestação de cuidados de saúde à população

A Câmara Municipal de Cantanhede recebeu da Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra (CIM-RC) uma viatura para funcionar como “unidade móvel de intervenção precoce/unidade de cuidados na comunidade, no âmbito de atividades de prestação de cuidados de saúde às respetivas populações”. A entrega foi formalizada no final da semana passada na sede daquela entidade, em Coimbra, na sequência da assinatura do protocolo que estabelece as condições de utilização do veículo adquirido para implementação de um projeto com financiamento comunitário pelo PO CENTRO 2020 - Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial.

Assinado pela presidente da autarquia cantanhedense, Helena Teodósio, o presidente da CIM-RC, José Carlos Alexandrino, e a presidente do Conselho Diretivo da ARS -Administração Regional de Saúde do Centro, Rosa Reis Marques, o documento estabelece que “a utilização da unidade móvel de saúde será da responsabilidade das da ARS Centro e do Município de Cantanhede, que se articulam entre si e disponibilizam o pessoal técnico que constituirá as equipas de intervenção, bem como os recursos necessários à implementação do projeto”.

Segundo o que consta no protocolo, à Câmara Municipal cabe “efetuar o pagamento da contrapartida nacional do financiamento comunitário e das despesas que venham a ser consideradas como não elegíveis na operação, bem como qualquer correção financeira que lhe seja imputável decorrente do não cumprimento das obrigações constantes do termo de aceitação”. A autarquia tem também de disponibilizar os técnicos da área social e o material necessário para a utilização da viatura no serviço às populações, assegurar todos os procedimentos e diligências necessárias à utilização da viatura, bem como suportar os encargos com os equipamentos de desgaste e com os seguros de danos próprios de responsabilidade civil automóvel e seguro de ocupantes, entre outros aspetos.

À ARS-Centro compete facultar os profissionais de saúde e o material de consumo clínico e médico necessário para a prestação de cuidados de saúde à população, assegurando a sua integração nas equipas de que fazem parte os técnicos de ação social disponibilizados pelo município.