Esculturas do I, II, III, IV e V Simpósio Internacional de Escultura 

Conjunto de esculturas trabalhadas ao vivo por artistas nacionais e estrangeiros, que legaram ao Município peças evocativas de algumas das mais significativas referências sócioculturais do Concelho. 

As esculturas elaboradas no âmbito das várias edições do simpósio estão expostas nos espaços públicos e áreas de lazer do Concelho, o que não só as valoriza do ponto de vista estético, como as dignifica em termos patrimoniais.



Estátua de Pedro Teixeira 

Escultura de grandes proporções executada em bronze por Celestino Alves André, no ano de 1993, perpetua a memória do capitão Pedro Teixeira, desbravador e conquistador da Amazónia.

Pedro Teixeira nasceu em Cantanhede por volta de 1585 e em 1607 foi para o Brasil, onde viria a distinguir-se na expulsão dos franceses do Maranhão e no comando dos portugueses contra as tentativas de ocupação holandesa e inglesa. Ao subir o rio Amazonas desde a foz até Quito, contribuiu decisivamente para a definição do território do Brasil, o maior país da América Latina e o único deste continente que tem o português como língua oficial.

Localização
Largo Pedro Teixeira 
Cantanhede

Localização GPS
40.347018 -8.591287

Estátua Equestre de António Luis de Meneses

3º Conde de Cantanhede – 1º Marquês de Marialva 

Na Praça Marquês de Marialva está a imponente estátua equestre de D. António Luís de Meneses, 1.º Marquês de Marialva e 3.º Conde de Cantanhede, nobre dotado de apurada formação militar que se notabilizou na Restauração de 1640 ao comando das tropas portuguesas nas batalhas das Linhas de Elvas e Montes Claros contra os exércitos castelhanos.

Da autoria de Alves André, prestigiado escultor do Concelho de Cantanhede e considerado um dos maiores especialistas na execução de estátuas em bronze, a obra impõe-se pelo grande realismo nas proporções e nos pormenores.


Localização
Praça Marquês de Marialva 
Cantanhede

Localização GPS
40.346347 -8.594269

Monumento a Jaime Cortesão

Mandado erguer a sua primeira versão pelos brasileiros de S. Paulo. A atual, mais imponente, foi mandada executar para as comemorações do I Centenário do seu nascimento em 1984. 

Jaime Cortesão é a mais importante figura ilustre nascida em Ançã. Foi médico, poeta, historiador e filósofo, destacando-se como sendo o impulsionador do Movimento Renascença Portuguesa.


Localização
Rua Dr. Alfredo e Machado Costa
Ançã

Localização GPS
40.273874 -8.522753


Monumento ao Músico 

Monumento ao Músico, homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica de Covões, coletividade fundada em 13 de Junho de 1868.

Trata-se de uma escultura em bronze, executada por José Berardo. 

Localização
Covões

Localização GPS
40.429725 -8.611709

Monumento ao Ourives Ambulante 

O Monumento ao Ourives Ambulante é uma escultura em bronze da autoria de Celestino Alves André, que se encontra erguida no Largo José Florindo Frota, frente à Igreja Matriz de Febres. 
Trata-se de uma obra realista que reproduz fielmente uma figura muito característica oriunda da zona Noroeste do Concelho. 

A atividade comercial dos ourives ambulantes remonta às primeiras décadas do século XX, em que, de bicicleta e com as características malas verdes, os ourives percorriam todo o território nacional, tendo-se fixado ao longo dos anos em diversas cidades e vilas do País.


Localização
Praça Florindo José Frota
Febres

Localização GPS
40.400143 -8.630061

Conteúdo atualizado a 24.07.2020